Gestão de Pessoas para profissionais de Formação Técnica

1. A abordagem de gestão para profissionais de formação técnica tem sido uma prática freqüente da nossa atuação.
2. O caráter estratégico do desenvolvimento em gestão é fator incontestável de valor agregado aos negócios.
3. Considerando-se a formação e o perfil básico dos profissionais alguns temas têm se notabilizado como fundamentais na mensagem de desenvolvimento de profissionais da área.
4. A seguir enunciamos alguns desses pontos para sua análise:

1. A RELAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO TÉCNICO X DESENVOLVIMENTO EM GESTÃO
1. O desenvolvimento técnico é fator imprescindível no ingresso na atividade e dos primeiros passos no desenvolvimento da carreira, porém o desenvolvimento em gestão, que é característico dos níveis de supervisão, torna-se inevitável para a manutenção crescente do desenvolvimento da carreira e do próprio objetivo de resultados.

2. COMUNICAÇÃO
1. A criação de soluções e de suporte à operação fundamenta-se no desenvolvimento de alternativas técnicas que têm que se consolidar como uma aplicação viável para o usuário. Este ponto é fundamental para fortalecer a “venda” e a verdadeira “agregação de valor” das áreas técnicas para seus usuários (clientes internos) e para o alcance dos resultados organizacionais.

3. RESULTADOS
1. Importante estabelecer que, dentro da visão de processo, o resultado não é conseguido ao término do desenvolvimento da aplicação, mas na prática da aplicação. Um resultado não ocorre quando ficamos satisfeitos com o nosso “produto”, mas quando o cliente interno e sua necessidade são satisfeitos de maneira apropriada.

4. PESSOAS / EQUIPES
1. Estes dois aspectos são determinantes, tanto no que se refere ao relacionamento com os clientes internos (usuários) como principalmente no relacionamento interno da área e da atuação técnica. A abrangência de conhecimentos e informações nos remete à necessidade de valorização da diversidade e da somatória de conhecimentos e informações (não é possível dominar-se todos os conhecimentos necessários à boa performance em geral).
Por outro lado este é, algumas vezes, o “calcanhar de Aquiles” dos profissionais de formação técnica.

Estes são alguns dos temas que compõe o enfoque do nosso programa de Desenvolvimento em Gestão de Pessoas, que temos aplicado para profissionais de formação técnica.

Veja, a seguir a programação padrão para este treinamento.

PROGRAMA DO TREINAMENTO

Este programa tem sido desenvolvido em dois dias com duração total de 14 horas, como exemplificamos:

– 1º DIA (sete horas):

1. Visão estratégica e postura organizacional
1. A visão estratégica e sua aplicação
2. A dinâmica organizacional
3. Cultura e Comportamento Organizacional

2. O novo perfil da liderança nos dias de hoje
1. Características das funções de liderança
2. As novas competências de gestão (gestão do conhecimento)
3. Alinhamento de equipe e foco nas ações (orientação para resultados)

3. O Trio Mágico da Liderança
1. Liderança (desenvolvimento no tempo / os estilos / a liderança situacional)
2. Comunicação (ferramental essencial da liderança – a diferença entre informar e comunicar – a difícil arte de ouvir).
3. Motivação (as necessidades humanas / preenchimento do questionário de perfil motivacional / a relação entre motivação e liderança / a motivação como resultado da atuação da liderança).

– 2º DIA (sete horas)

4. O perfil empreendedor
1. Uma nova exigência para a competitividade das organizações
2. As características comportamentais do perfil empreendedor
3. Como manter o perfil empreendedor na organização
4. Como liderar profissionais seniores.

5. O Trabalho em equipe
1. As fases de desenvolvimento da equipe
2. Equipes de alta performance
3. A administração de conflitos
6. A ação de monitoramento
1. Avaliação, acompanhamento e desenvolvimento de potenciais.
2. O plano de ação de desenvolvimento.
3. Administração por metas e prazos
4. Delegação e Administração do Tempo (*A Dádiva da Aprendizagem – Vídeo de Treinamento)
5. A gestão por indicadores (*O Caso Sid – vídeo de treinamento)

7. A estratégica (e difícil) realização do “Feed Back” aos subordinados
1. Os objetivos do processo.
2. Metodologia de realização.
3. A postura Coaching – (* “Ouvindo Atentamente” – Vídeo de treinamento)
4. Plano de Ação e acompanhamento!

Obs. Metodologia eminentemente dinâmica e participativa, adequada ao perfil dos participantes (jogos, dinâmicas de grupos, vídeos de treinamento, discussão dirigida).

Similar Articles

Relacionamento > Diferenc... Presumo não haver dúvida sobre o fato de que o relacionamento sempre foi um fator estratégico e diferencial para os resultados. Mas, respeitando o título, afirmo que
O novo enfoque da Avalia... O novo enfoque da Avaliação de Desempenho As grandes mudanças no ambiente empresarial e a necessidade de maior aproximação com os objetivos organizacionais alteram substancialmente, os procedimentos
Você está confortável?... Tudo bem, impossível negar que estar confortável é objetivo de todos, mas que é um grande risco não tenham dúvida! Um dos exemplos que utilizo para demonstrar
A importância da Conven... A convenção de Vendas é um evento realizado pelas empresas com o objetivo de realinhamento da Força de Vendas quanto aos resultados obtidos no ano que se
Não se avalia impunement... Não tenham dúvidas, toda avaliação exige um comprometimento. E esse comprometimento pode se traduzir por uma consideração simples: cumplicidade. Avaliar coloca o avaliador no cenário da ação.
O programa dos novos 5 S Porque os 5 s – programa criado no Japão em 1950 está tendo sucesso atualmente? A ferramenta ” programa dos 5 s” surgiu no Japão em 1950,
O treinamento pode ser pr... Neste artigo quero homenagear uma área que é a própria essência de R.H.: a área de Treinamento e Desenvolvimento. Acredito que não há a menor dúvida de
Uma análise sobre o posi... (ou, porque não basta bom sistema de gestão para a empresa ter sucesso!). Nesta última década do milênio foi notável, na postura dos executivos em geral, a