O feedback na relação cliente e fornecedores internos

Para iniciar este tema preciso posicionar o feedback em seu devido lugar.

Por exemplo: qual a nossa ansiedade após a prova?

A nota, logicamente, ou seja, o feedback!

Isto é, não há possibilidade de desenvolvimento sem o feedback.

Este é o devido lugar do feedback. Ferramenta essencial da liderança e agente de desenvolvimento. Isto é fato na empresa, na família, com os amigos, enfim, é fato.

Também é fato notório que todas as organizações têm preocupação predominante em conhecer a opinião dos seus clientes. Afinal, se não os estamos atendendo adequadamente estamos fazendo o que?

Como se queixar do mercado, da crise, das dificuldades e de tudo mais se não estamos fazendo a nossa parte, isto é, atendendo adequadamente nosso cliente.

Portanto ter o feedback do cliente é fundamental para que possamos cumprir o nosso papel e…..ter lucro!

Para os profissionais de dentro das empresas a situação é a mesma. Precisamos estar próximo dos nossos clientes internos e atende-los da melhor maneira possível.

Mas, para isso precisamos inicialmente identificar nossos clientes internos e isso não é tão fácil como parece.

Para começar algumas conclusões padrões são equivocadas.

Por exemplo, não é verdade que “todos” na empresa são nossos clientes. A grande vantagem na definição dos clientes internos é exatamente a definição de foco. Definir quem são os nossos clientes ESSENCIAIS faz toda a diferença no que se refere á resultados. Com esses clientes precisamos ter um feedback constante.

Por outro lado também temos Fornecedores e, com estes, temos que criar uma verdadeira cumplicidade para garantir nossos melhores resultados. Isso quer dizer, precisamos dar feedback constante para que nos atendam bem. Não consigo bons resultados se meus fornecedores não me atendem adequadamente.

Em suma, não há desenvolvimento sem feedback e, para garantia de resultados precisamos entender de quem precisamos ter essa orientação constante (nossos clientes internos) e para quem precisamos orientar constantemente (nossos fornecedores internos).

Lembrem-se de que mesmo os nossos superiores não saberão nos dar essa resposta.

Duvida? Então tente!

 

Bernardo Leite Moreira

Similar Articles

Relacionamento > Diferenc... Presumo não haver dúvida sobre o fato de que o relacionamento sempre foi um fator estratégico e diferencial para os resultados. Mas, respeitando o título, afirmo que
O novo enfoque da Avalia... O novo enfoque da Avaliação de Desempenho As grandes mudanças no ambiente empresarial e a necessidade de maior aproximação com os objetivos organizacionais alteram substancialmente, os procedimentos
Você está confortável?... Tudo bem, impossível negar que estar confortável é objetivo de todos, mas que é um grande risco não tenham dúvida! Um dos exemplos que utilizo para demonstrar
Curso de Feedback e Comun... Dia 30 de Setembro / 09 na Sede da ABTD – Uma realização IDEPRO.Clique aqui para mais informações. Os participantes receberão um exemplar do livro “Dicas de Feedback”
A relação (e as diferen... A atuação em Coaching não objetiva proceder a uma avaliação do desempenho do “cliente” no processo. O Coach (denominação dada ao profissional que executa o Coaching) pode
Afinal, qual é a da Aval... Em principio a questão colocada no título deste artigo parece não ter razão de ser. Afinal a Avaliação de Desempenho tem por objetivo avaliar o desempenho dos
Empreendedorismo Em primeiro lugar, ressalto a importância do assunto na aplicação das características do perfil dentro das organizações. Entendo como extremamente oportuno observar e compreender melhor esta característica
Relacionamento e Competê... Não há resultados duradouros sem uma adequada administração do Relacionamento Interpessoal na equipe. Ele interfere no ambiente de trabalho, no nível de colaboração e sinergia entre as

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *