Sucesso

Sucesso é perder uma competição para o filho. É reconhecer a razão no argumento da filha.
Ou será que a isso se chama felicidade?
Aliás, sucesso e felicidade são sinônimos?
Os dicionários atestam certa semelhança. Felicidade como: “estado de quem é feliz / bom resultado”. Ou Sucesso como: “êxito, resultado feliz”! (Michaelis)
É, a principio parecem semelhantes.
Mas posso ter sucesso e não ter felicidade. E também posso ter felicidade e não ter sucesso. É possível?
Pois é! Então são diferentes.
Mas existe uma relação entre si. A felicidade por vezes são momentos, o sucesso também.
E é consenso, no senso comum, que se deseja ter sucesso para alcançar felicidade.
Então o que é sucesso? Algo tão simples como conseguir o que se deseja?
Mas é importante ressaltar o que já se disse: “cuidado com o que Você deseja. Pode acabar conseguindo”. Preconizando que por vezes desejamos inadequadamente. E isso por várias razões como: um chamado do ego, um simples desvio de conduta ou até por razões por nós desconhecidas, mas nem por isso menos fortes e influentes.
Dessa forma podemos ter sucesso com bons ou maus resultados, mas sucesso, porque se atingiu o objetivo!
Afinal quantos conseguem sucesso com o prejuízo de alguns (quando não de todos). E assumem que é um sucesso.
Outros a partir de artimanhas e manipulações (algo como “colar” em uma prova e considerar-se bem sucedido).
Ou ainda perseguir um posicionamento apenas para “suprir” uma insegurança, ganhar uma disputa de ego e, simplesmente, ser considerado um “sucesso”.E parece que isso basta para desculpar os meios, pois a maioria aceita essa estratégia.
No entanto, como entender sucesso sem a agregação aos outros. Como entender sua contribuição bem sucedida se não há um legado, por menor que seja.
Este pode parecer apenas um enfoque filosófico, e pode ser, mas como negar a evidencia do fato?
Sinteticamente podemos dizer que Sucesso ë uma conquista enquanto Felicidade um estado de espírito que pode permear todo o processo de busca do sucesso.
Então também posso conjeturar que a felicidade não deriva do sucesso, mas, ao contrário, é o sucesso que deriva da felicidade ou, pelo menos, dessa definição individual de felicidade.
O que podemos concluir é que o sucesso é consequência desse objetivo particular de felicidade.
Por isso nos cabe um enorme desafio: o de escapar da armadilha na escolha do objetivo. Desejamos o que desejamos ou estamos imbuídos dessa necessidade por forças nebulosas e superficiais?
É difícil de fazer, mas crucial para nossa vida. Todos podemos ter sucesso! Temos que refletir os objetivos e confiar, sempre.
Afinal todos desejamos sucesso, seja o que isso for.

Similar Articles

O novo enfoque da Avalia... O novo enfoque da Avaliação de Desempenho As grandes mudanças no ambiente empresarial e a necessidade de maior aproximação com os objetivos organizacionais alteram substancialmente, os procedimentos
Empreender palestra Empreendedorismo Coorporativo: ( reconhecida como uma das melhores palestras sobre o tema no mercado). Síntese: Fator inerente aos tempos atuais de busca de diferenciais competitivos e do
Não se avalia impunement... Não tenham dúvidas, toda avaliação exige um comprometimento. E esse comprometimento pode se traduzir por uma consideração simples: cumplicidade. Avaliar coloca o avaliador no cenário da ação.
Congresso de Recursos Hum... Já está confirmada a presença do Prof. Bernardo Leite na edição 2012. Com o tema central – O Impacto do RH como Departamento Estratégico. A participação do Prof. Bernardo Leite será
Feedback e Comunicação Feedback e Comunicação: (mais de 100 cursos e palestras deste tema em cinco estados da união – tema e enfoque absolutamente originais – Matéria da Revista Melhor
A crise é destino? Será que estou presumindo que crises são castigos para nós? Bem, a chamada é sobre a crise, mas meu alvo é discutir o destino. A crise é

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *