Receita para implantar melhoria contínua

O tema desta nossa edição refere-se a uma ação empresarial muito necessária, neste momento, e de grande potencia quanto aos resultados, que causa, na empresa e na auto-estima dos participantes da empresa. Trata-se da Melhoria Contínua, ou “Kaizen” para os japoneses. Vamos a ela.

RECEITA PARA IMPLANTAR MELHORIA CONTÍNUA

PRIMEIRO PEGUE UM RECIPIENTE OU UMA PANELA, PARA FAZER A BASE. TEM QUE SER UMA BASE SÓLIDA, POIS VAMOS MEXER MUITO.
EM SEGUIDA COLOQUE MEIO LITRO DE MÉDIA CHEFIA. TEM QUE SER MEIO LITRO PESE BEM. MEXA, E COLOQUE ALGUNS INGREDIENTES IMPORTANTES (e difíceis de achar nos mercados) COMO ORIENTAÇÃO E PREPARAÇÃO. TEM QUE SER BEM DOSADO SE FOR EM EXAGERO SAI DO PONTO.

APÓS ACHAR O PONTO, QUE É QUANDO DÁ CONSISTÊNCIA, ADICIONE INFORMAÇÃO. MAS INFORMAÇÃO DAS BOAS, NÃO COMPRE IMITAÇÕES.

JUNTO COM INFORMAÇÕES ADICIONE NECESSIDADES QUE PODE SER EM FORMA DE DESAFIOS, OU INDICADORES OU AINDA EM FORMA DE METAS. ESTE É UM INGREDIENTE FUNDAMENTAL. SEM ELE NÃO SE CONSEGUE ALCANÇAR O PONTO CERTO.

FINALMENTE ADICIONE O INGREDIENTE PRINCIPAL, O NÍVEL OPERACIONAL.
PODE ADICIONAR TODO O SEU ESTOQUE, MAS…, EM DOSES MODERADAS. VÁ ADICIONANDO AOS POUCOS E MEXA BEM. NÃO PARE DE MEXER, LENTAMENTE. E SEMPRE EM FOGO BRANDO, MUITO BRANDO. ESPERE PARA ESQUENTAR MAIS NO FINAL DO PREPARO.

PRONTO, PODERIA DIZER QUE ESTÁ CONCLUÍDO O PREPARO DE UM DOS MELHORES E MAIS DIFÍCIL PRATO DA CULINÁRIA EMPRESARIAL, DETENTOR DE UM SABOR INSUPERÁVEL, MAS ESTARIA INCORRETO.

ESTE PRATO NÃO TERMINA NUNCA DE SER PREPARADO. ESSE É O SEGREDO!

Brincadeiras á parte o que realmente é verdade é que a Melhoria Contínua, fazendo jus ao próprio nome, é uma implantação contínua que começa a dar resultados já no seu início de atividade e que vai melhorando aos poucos e, se me perdoem a relação, com muita consistência.
A melhoria contínua ocorre no nível da operação, seja produtiva ou administrativa, e deve fundamentar-se em uma contínua avaliação do processo. Visão de processo, portanto, é básico para o desenvolvimento, sendo necessário, no início, uma boa preparação da média chefia para esse enfoque.
Para que ocorra envolvimento e participação é determinante uma análise da gestão. A base da melhoria contínua é a disseminação e implementação de princípio de gestão participativa suportada por medidas de desempenho que norteiem o desenvolvimento do processo com indicadores que permitam, e exijam, orientação “focada” de melhorias. Isso porque podemos iniciar o processo com resultados mais dispersos de melhorias, mas, ao se alcançar maturidade na participação é fundamental dar-se objetividade, através dos indicadores, aos esforços de melhorias para resultados concretos e diferenciais do processo.
Por outro lado, não caiam no erro de iniciar o processo com “projetos de melhorias”. Projetos são conseqüências e não podem substituir as características comportamentais de atitudes e participação orientada, apoiada pelas chefias através de uma gestão participativa de “permissão” para a tentativa e erro, análises de causa e efeito, e de “coragem” para contestar o “status quo” organizacional. Em contrapartida o nível de chefia deve ter “firmeza” para conduzir o grupo aos objetivos estipulados pelos indicadores, que devem ser compreendidos, aceitos, lógicos e desafiantes.
Da mesma maneira o nível superior da organização deve dar apoio político incondicional ao processo, participando, indiretamente, com sua cobrança, interesse e envolvimento. É um programa estratégico da organização e seus resultados extrapolam os desafios iniciais de melhorias do processo interferindo, inclusive, no ambiente e gestão organizacional.
Boa sorte e deliciem-se com o sabor e os lucros de “um prato” bem preparado. 

Similar Articles

Relacionamento > Diferenc... Relacionamento > Diferencial para o amanhã (Estamos iniciando a Era do Reconhecimento) Presumo não haver dúvida sobre o fato de que o relacionamento sempre foi um fator
Estamos iniciando a Era d... Mais um capítulo do livro "Será que minha Empresa é assim?" que deverá estar no mercado em breve.
PESQUISA: TENDÊNCIAS DE ... PARTICIPE DA PESQUISA E RECEBA OS RESULTADOS DIRETAMENTE
Depoimentos do treinament... Depoimentos referente avaliação do treinamento de Avaliação de Desempenho e práticas de Feedback realizada pelo Idepro nas dependências da ABTD
De perto ninguém é norm... Texto referente ao 40o. Capítulo do novo Livro do Prof. Bernardo Leite: Será que minha Empresa é assim? Está na editora para lançamento em breve.
Criando Cultura de Feedba... A Cultura de Feedback pode ser considerada uma revolução nas relações internas e na dinãmica de desenvolvimento profissional nas Organizações
O novo enfoque da Avalia... O novo enfoque da Avaliação de Desempenho As grandes mudanças no ambiente empresarial e a necessidade de maior aproximação com os objetivos organizacionais alteram substancialmente, os procedimentos
Você está confortável?... Tudo bem, impossível negar que estar confortável é objetivo de todos, mas que é um grande risco não tenham dúvida! Um dos exemplos que utilizo para demonstrar
Workshop de Feedback R... Dia 02 de Outubro próximo no Espaço Conhecer. Saiba mais.
A Técnica da Pergunta no... O feedback é um ato de comunicação, mas a sua dinâmica é fortemente baseada em um “jogo de percepções”. São diversas as sensações e sentimentos que o
Feedback é o princípio,... O jogo de palavras do título busca identificar a importância desses dois conceitos fundamentais da gestão de pessoas e a sua interrelação e complementação. Isto é, enquanto
Revendo o Treinamento Com... Revendo o treinamento comportamental   O desenvolvimento de habilidades de gestão, por mais que fundamentados em técnicas e processos metodológicos passa, segundo os pressupostos mais conhecidos, pelo

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *